Quintessente: “Songs From Celestial Spheres”

Publicado: 16/10/2017 por Pedro Mello em News, Resenhas CD's, Uncategorized
Tags:, ,

Quintessente-Songs-From-Celestial-Spheres.jpg

Após o lançamento de duas demos, “The Mask Of Dead Innocence” (1996) e “Lonely Seas Of A Dreamer” (2000), a banda carioca Quintessente entrou em um hiato de aproximados 15 anos e retornou aos palcos abrindo para os mineiros do Tuatha de Danaan no Rio de Janeiro, em Maio de 2016. No decorrer da apresentação a banda anuncia o lançamento do single “The Belief Of The Mind Slaves” (2016) e chega agora em 2017 ao primeiro full lenght da banda, intitulado, “Songs From Celestial Spheres”.

O trabalho já chama bastante atenção pelo belíssimo material gráfico e mostra que como algumas bebidas, o longo tempo de espera tornou o trabalho mais encorpado. A banda conta com os músicos André Carvalho (Vocal), Cristiano Dias (Guitarra), Cristina Müller (Teclado/ Vocal), Leo Birigui (Bateria) e Luiz Fernando de Paula (Baixo).

A sonoridade da Quintessente é densa, pendendo em algumas ocasiões para o Doom Metal, outras para o Gothic Metal, com inserções de elementos Prog e de Death Metal, contendo várias melodias de teclado, vocais suaves e vocais rasgados. O álbum se inicia com a música que deu origem ao primeiro single do novo trabalho, ‘The Belief Of The Mind Slaves’, os teclados soam muito aparentes e trabalham muito bem a favor da música.

Ao longo da audição podemos perceber várias influências da Quintessente, mesmo assim, a banda carioca mostra uma sonoridade madura e particular, os elementos são bem encaixados e os instrumentos com os volumes bem acertados.

‘Delirium’ tem início vibrante e se mostra como um dos destaques,  ‘A Sort Of Reverie’ possui um contraste entre vocais muito interessantes entre Cristina e André. ‘My Last Oath’ tem um tom um pouco mais épico, mas não destoa da proposta da banda.

‘Essente’ é mais cadenciada do que suas antecessores, a veia Doom se mostra mais aparente nesta canção. ‘Eyes Of Forgiveness’ retoma o peso e antecede ‘L’Eternità Offerto’, mais um grande momento da banda, onde o ouvinte é transportado para outra esfera celeste com tantos elementos e detalhes na música. 

‘Unleash Them’ e ‘Reflections Of Reason’ mantém a pegada do álbum, enquanto ‘Matronæ Gaia (Chapter II)’ fecha o álbum e é a única faixa que faz menção aos trabalhos anteriores da banda (o ‘Chapter I’ foi lançado no registro “Lonely Seas Of A Dreamer”), uma música mais arrastada com sonoridade progressiva e vocais góticos. Memorável. 

“Songs From Celestial Spheres” é um trabalho primoroso, que mostra a qualidade indiscutível de um grande nome do cenário carioca. Deve ser ouvido com muita atenção para poder aproveitar cada pequena nota e detalhe. Vale conferir. Nota: 09.

 

Faixas:

01. The Belief of the Mind Slaves
02. Delirium
03. A Sort of Reverie
04. My Last Oath
05. Essente
06. Eyes of Forgiveness
07. L’Eternità Offerto
08. Unleash Them
09. Reflections of Reason
10. Matronæ Gaia (Chapter II)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s